quinta-feira, 19 de agosto de 2010

A VIDA

O dia mais belo? Hoje
A coisa mais fácil? Equivocar-se
O obstáculo maior? O medo
O erro maior? Abandonar-se
A raiz de todos os males? O egoísmo
A distração mais bela? O trabalho
A pior derrota? O desalento
Os melhores professores? As crianças
A primeira necessidade? Comunicar-se
O que mais faz Feliz? Ser útil aos demais
O mistério maior? A morte
O pior defeito? O mau humor
A coisa mais perigosa? A mentira
O sentimento pior? O rancor
O presente mais belo? O perdão
O mais imprescindível? O lar
A estrada mais rápida? O caminho correto
A sensação mais grata? A paz interior
O resguardo mais eficaz? O sorriso
O melhor remédio? O otimismo
A maior satisfação? O dever cumprido
A força mais potente do mundo? A fé
As pessoas mais necessárias? Os pais
A coisa mais bela de todas? O amor

terça-feira, 10 de agosto de 2010

EQUILÍBRIO

Em tudo é necessário equilíbrio...
Equilíbrio entre:
Ser alegre e não extrovertido no sentido negativo...
Ser sincero e não machucar...
Ser firme nas idéias e não arrogante...
Ser humilde e não submisso...
Ser rápido e não impreciso...
Ser contente e não complacente...
Ser despreocupado e não descuidado...
Ser amoroso e não apegado...
Ser pacífico e não passivo...
Ser disciplinado e não rígido...
Ser flexível e não frouxo...
Ser comunicativo e não exagerado...
Ser obediente e não cego...
Ser doce e não melado...
Ser moldável e não tolo...
Ser introspectivo e não enclausurado...
Ser determinado e não teimoso...
Ser corajoso e não agressivo...
Em tudo é necessário equilíbrio...

domingo, 8 de agosto de 2010

Aniversário do paizão

Hoje em casa teve duas datas especiais o dia  e o aniversário do  Paizão
parabéns
vovô com os netos
Papai com sua amada
discurso

Pai, paizão !

Este homem que eu admiro tanto, com todas as suas virtudes e também com seus limites.
Este homem com olhar de menino, sempre pronto e atento, mostrando-me o caminho da vida, que está pela frente.
Este mestre contador de histórias traz em seu coração tantas memórias,
espalha no meu caminhar muitas esperanças, certezas e confiança.
Este homem alegre e brincalhão, mas também, às vezes, silencioso e pensativo,
homem de fé e grande luta, sensível e generoso.
O abraço aconchegante a me acolher, este homem, meu marido, pai, avó  com quem aprendo a viver.
Maridão, Pai, Avó,  paizinho, paizão...
meu velho, meu grande amigão, conselheiro e leal amigo:
infinito é teu coração.
Obrigada, pai, por orientar o meu caminho junto ao dele, feito de lutas e incertezas, mas também de muitas esperanças e sonhos!
Que seu dia seja muito feliz!

domingo, 1 de agosto de 2010

Jogue fora suas batatas!

O professor pediu aos alunos que levassem uma bolsa cheia de batatas para a sala de aula em determinado dia.

Em cada uma delas, ele pediu que fosse escrito o nome de pessoas de quem não gostassem, que lhes magoaram  ou fizeram sofrer em algum momento da vida.
Eles começaram a pensar e foram lembrando uma a uma...
Algumas bolsas ficaram pesadas, com muitas batatas.
Como os alunos tinham que carregar a sacola para todos os lugares, algumas batatas acabaram estragando e ficando  com mau cheiro.
Ao colocar toda a sua atenção na bolsa, os alunos deixavam de observar outras coisas que estavam a sua volta,  inclusive a aula.
Moral da história: ao se incomodar com os outros, a pessoa acaba se esquecendo de si mesma.

Pense nisso e jogue fora as batatas e essas bolsas cheias de magoas, retornando  à aula  feliz, com serenidade de trabalhar ou estudar.