quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Ceia de Natal


Os dias de lazer costumam gerar tensão para quem tenta se manter firme em um programa de redução de peso. A palavra-chave para se sair bem dessa tormenta é uma só: objetivo!
Autocontrole e motivação ajudam a manter uma alimentação equilibrada e um estilo de vida mais saudável
Iniciar e manter um programa de redução de peso deve ser uma decisão consciente. Para muitos estudiosos a obesidade é um distúrbio multidisciplinar e o estilo de vida exerce grande influência, o que requer disciplina para ser corrigido. Daí a importância de se levar em conta fatores fisiológicos, psicológicos, sociais e situacionais envolvidos.
Múltiplos fatores contribuem para que uma pessoa ganhe ou perca peso. O padrão de comportamento individual, a falta de exercícios físicos, a quantidade e a qualidade dos alimentos constituem fatores de risco. A alimentação precisa respeitar peculiaridades regionais e pessoais tanto quanto possível. Entretanto, é necessário desmistificar o alimento como única fonte de gratificação. Para isso o trabalho do psicólogo e do nutricionista pode ser muito importante.
Muitas pessoas têm dificuldade para controlar a alimentação quando saem da rotina. Finais de semana, férias e festas podem ser um problema para quem deseja manter uma alimentação equilibrada. As viagens quase sempre são uma pedra no meio do caminho, pois modificam a rotina alimentar, interrompem a prática de exercícios físicos e os alimentos diferentes e variados viram uma tentação difícil de resistir.
As férias e pequenas viagens geram os mesmos problemas para quem deseja emagrecer. As festas gastronômicas, como o Natal e o Ano Novo, nas quais a comida farta e calórica é o foco principal, podem fazer um belo estrago para os que não conseguem optar por escolhas inteligentes.
É muito importante diferenciar fome de gula. A gula é um dos fatores responsáveis pela falta de controle na alimentação. Muitas pessoas comem mesmo sem estar com fome, porque não são capazes de controlar a vontade de ingerir um determinado alimento. É verdade que o excesso de comida à nossa volta torna cada vez mais difícil conter o desejo de comer. É preciso controle emocional para resistir ao desejo de consumir alimentos que contêm calorias em excesso. É normal que, mesmo não estando com fome, a vontade de comer apareça. Se a pessoa achar difícil resistir, deve evitar ao máximo o contato com alimentos e situações que despertam essa vontade.
Uma técnica para resistir à gula é sempre perguntar-se antes de comer: Estou com fome? Porque vou comer? Responda primeiro, antes de se aventurar a consumir uma guloseima de alto risco.
Em ocasiões fora da rotina é preciso evitar beber cerveja ou refrigerante para matar a sede. A boa e velha água é muito melhor. Caminhe o máximo que puder. Em geral não há pressa para os compromissos e as caminhadas podem compensar algum excesso inevitável.
Relaxar, no sentido de descontrair, é muito importante para o bem estar físico e emocional. O ideal é dedicar diariamente algumas horas para atividades de relaxamento. Ficar à espera das férias para descontrair pode aumentar o estresse e contribuir para cometer excessos.
Procure viver bem a cada dia, para que nas ocasiões especiais você esteja preparado para não desperdiçar tudo o que cultivou cuidadosamente durante o ano inteiro.
Flávia Leão Fernandes

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Fé e Esperança

Existe uma alegria que nasce da fé e da esperança, que proporciona excelente disposição para enfrentar o futuro desconhecido.
A fé em Deus dá coragem, destrói o medo, gera entusiasmo e leva à vitória.
Sem fé caímos numa cegueira e num vazio profundo.
A esperança, por seu lado, implica otimismo e nos ajuda a não desanimarmos diante dos problemas e dificuldades  do caminho.
Permite-nos enxergar o sol brilhante no decorrer de nossas "noites escuras".
"Deus Pai, quero mergulhar no oceano da vida confiando em ti, mantendo firme minha esperança.
Ajuda-me a manter a fé especialmente nos momentos das adversidades."
A fé e a esperança podem passar, mas  Deus  jamais passará.
Por isso cada dia eu percebo quanto a vida e generosa para minha família.

Diversos

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Belém

COMPUTADOR UCA

Polaroid MakerGlitter Photos
Glitter Photos

A Casa Queimada

Certo homem saiu em uma viagem de avião.
Era um homem que acreditava em Deus, e sabia que Ele o protegeria.
Durante a viagem, quando sobrevoavam o mar um dos motores falhou e o piloto teve que fazer um pouso forçado no oceano.
Quase todos morreram, mas o homem conseguiu agarrar-se a alguma coisa que o conservasse em cima da água.
Ficou boiando a deriva durante muito tempo até que chegou a uma ilha não habitada.
Ao chegar à praia, cansado, porém vivo, agradeceu a Deus por este livramento maravilhoso da morte.
Ele conseguiu se alimentar de peixes e ervas.
Conseguiu derrubar algumas árvores e com muito esforço conseguiu construir uma casinha para ele.
Não era bem uma casa, mas um abrigo tosco, com paus e folhas.
Porém, significava proteção.
Ele ficou todo satisfeito e mais uma vez agradeceu a Deus, porque agora podia dormir sem medo dos animais selvagens que talvez pudessem existir na ilha.
Um dia, ele estava pescando e quando terminou, havia apanhado muitos peixes.
Assim com comida abundante, estava satisfeito com o resultado da pesca.
Porém, ao voltar-se na direção de sua casa, qual tamanha não foi sua decepção, ao ver sua casa toda incendiada.
Ele se sentou em uma pedra chorando e dizendo em prantos:
"Deus! Como é que o Senhor podia deixar isto acontecer comigo?
O Senhor sabe que eu preciso muito desta casa para poder me abrigar, e o Senhor deixou minha casa se queimar todinha.
Deus, o Senhor não tem compaixão de mim?"
Neste mesmo momento uma mão pousou no seu ombro e ele ouviu uma voz dizendo:
"Vamos rapaz?"
Ele se virou para ver quem estava falando com ele, e qual não foi sua surpresa quando viu em sua frente um marinheiro todo fardado e dizendo:
"Vamos rapaz, nós viemos te buscar".
"Mas como é possível? Como vocês souberam que eu estava aqui?"
"Ora, amigo! Vimos os seus sinais de fumaça pedindo socorro.
"O capitão ordenou que o navio parasse e me mandou vir lhe buscar naquele barco ali adiante."
Os dois entraram no barco e assim o homem foi para o navio que o levaria em segurança de volta para os seus queridos parentes.
Amados esse é o Ágape, amor incondicional que DEUS  nunca nos abandona.
Pe. Marcelo Rossi

PIPOCAS DA VIDA

Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre.
Assim acontece com a gente.
As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo.
Quem não passa pelo fogo, fica do mesmo jeito a vida inteira.
São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa.
Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser. Mas, de repente, vem o fogo.
O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor.
Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, o pai, a mãe, perder o emprego ou ficar pobre.
Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos.
Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo!
Sem fogo o sofrimento diminui.
Com isso, a possibilidade da grande transformação também.
Imagino que a pobre pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais quente, pensa que sua hora chegou:
vai morrer.
Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si.
Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela.
A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz.
Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: BUM!
E ela aparece como outra coisa completamente diferente, algo que ela mesma nunca havia sonhado.
Bom, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar.
São como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar.
Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem.
A presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura.
No entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras a vida inteira.
Deus é o fogo que amacia nosso coração, tirando o que nele há de melhor!
Acredite que para extrairmos o melhor de dentro de nós temos que, assim como a pipoca, passar pelas provas de Deus.
Talvez hoje você não entenda o motivo de estar passando por alguma coisa...
Mas tenha certeza que quanto mais quente o fogo, mas rápido a pipoca estoura.
Texto da internet

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Segredos de uma Alegria completa

Acorde de bem com a vida

Faça de cada dia, um dia especial para viver.
Cada novo dia é uma nova oportunidade de Deus para você.
Fale expressões positivas desde a manhã, quando acordar, até a hora em que você for dormir.
Seja agradecido
A gratidão é uma excelente "vitamina" para o encorajamento e a alegria.
Comece o dia agradecendo a Deus; agradeça pelo ar, pela vida, pelas flores, pelo alimento, pela fé.
Tenha coragem para Recomeçar
Assuma hoje uma nova atitude frente à vida.
Enfrente, vença e aprenda com os erros do passado.
O fracasso é apenas uma mudança temporária de direção para o próximo sucesso.
Transforme o impossível
Para as pessoas felizes e vencedoras não existe impossível.
Elas crêem que a palavra de Cristo é real e verdadeira quando diz: "não há impossíveis para Deus".
Hoje você pode começar a escrever uma história nova na sua vida.
Uma história de fé, de alegria e de coragem marcada por realizações incríveis.
Livre-se das preocupações
Hoje você é convidado para lançar em Deus todas as suas preocupações.
O mesmo Deus que criou todas as coisas, Ele mesmo tem poder de cuidar de cada uma de nossas preocupações.
As pessoas que desfrutam da alegria completa são aquelas que aprenderam a descansar em Deus todas as suas angústias e preocupações.
Viva suas possibilidades Vença a mesmice.
Saia da rotina.
Envolva-se com o pensamento da possibilidade.
Desenvolva atitudes de fé.
Viva todas as promessas de realização plena já outorgada pelo Criador.
Construa pontes
Nossas palavras têm um enorme poder.
Elas podem contribuir para a vida, mas também podem matar.
As palavras podem promover a paz ou incentivar a guerra.
Podem construir pontes de união ou muros de separação.
Seja um construtor de pontes.

Mensagem da internet

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

educarede

Estes são os alunos
Hoje os alunos do 101 da tarde reuniram-se na sala de informática para direcionamento do projeto educarede que estão realizando junto com a professora Rosana.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

UFPA CONVOCA OS PROFESSORES

 Professores que foram contemplados com Plano de Formação começa dia 14 de outubro do ano  em curso a habilitação  em suas rescpectivas cidades. Veja o link convoca-professores-para-habilitacao-20102-

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Pessoas que não perceberam que estavam tão perto de alguém e preferiram desistir.. "

Naquela noite, enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e disse: "Tenho algo importante para te dizer". Ela se sentou e jantou sem dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seus olhos.

De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer a ela o que estava pensando. Eu queria o divórcio. E abordei o assunto calmamente.

Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente perguntou em voz baixa: "Por quê?"

Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres longe e gritou "você não é homem!" Naquela noite, nós não conversamos mais. Pude ouví-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta pergunta. O meu coração não pertencia a ela mais e sim a Jane. Eu simplesmente não a amava mais, sentia pena dela.

Me sentindo muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para ela a casa, nosso carro e 30% das ações da minha empresa.

Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente. A mulher com quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei com dó deste desperdício de tempo e energia, mas eu não voltaria atrás do que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora.

No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi imediatamente, pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane.

Quando acordei no meio da noite, ela ainda estava sentada à mesa, escrevendo. Eu a ignorei e voltei a dormir.

Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma mais natural possivel. As suas razões eram simples: o nosso filho faria seus exames no próximo mês e precisava de um ambiente propício para prepar-se bem, sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus pais.

Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava completamente louca mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos dias ainda mais intoleráveis.

Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito e achou a idéia totalmente absurda. "Ela pensa que impondo condições assim vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar o divórcio" ,disse Jane em tom de gozação.

Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo, então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo "O papai está carregando a mamãe no colo!" Suas palavras me causaram constrangimento. Do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os olhos e disse baixinho "Não conte para o nosso filho sobre o divórcio" Eu balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o trabalho e eu dirigi para o escritório.

No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu peito, eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há muito tempo não prestava atenção a essa mulher. Ela certamente tinha envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela. Por uns segundos, cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste estado.

No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior com o corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.

No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei.

Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma série deles mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro, ela disse "Todos os meus vestidos estão grandes para mim". Eu então percebi que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em carregá-la nos últimos dias.

A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso... ela carrega tanta dor e tristeza em seu coração..... Instintivamente, eu estiquei o braço e toquei seus cabelos.

Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse "Pai, está na hora de você carregar a mamãe". Para ele, ver seu pai carregando sua mão todas as manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de perto, temendo mudar de idéia agora que estava tão perto do meu objetivo. Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento.

Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu a segurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas pernas. Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando estas palavras: "Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o tempo".

Eu não consegui dirigir para o trabalho.... fui até o meu novo futuro endereço, saí do carro apressadamente, com medo de mudar de idéia...Subi as escadas e bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a ela "Desculpe, Jane. Eu não quero mais me divorciar".

Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa "Você está com febre?" Eu tirei sua mão da minha testa e repeti "Desculpe, Jane. Eu não vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor. Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos separe.

A Jane então percebeu que era sério. Me deu um tapa no rosto, bateu a porta na minha cara e pude ouví-la chorando compulsivamente. Eu voltei para o carro e fui trabalhar.

Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi: "Eu te carregarei em meus braços todas as manhãs até que a morte nos separe".

Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um grande sorriso no rosto, fui direto para o nosso quarto onde encontrei minha esposa deitada na cama - morta.

Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos de um divórcio - e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso filho a imagem de nós dois juntos toda manhã. Pelo menos aos olhos do meu filho, eu sou um marido carinhoso.

Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num relacionamento. Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no banco. Estes bens criam um ambiente propício a felicidade mas não proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo de sua esposa, faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz!

Texto do email da Amojaci

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Algumas maneiras de fazer alguém feliz!!!

Dê um beijo.

Um abraço.
Um passo em sua direção.
Aproxime-se sem cerimônia.
Dê um pouco de calor, do seu sentimento.
Sente-se perto e fique por algum tempo.
Não conte o tempo de se doar.
Liberte um imenso sorriso.
Rasgue o preconceito.
Olhe nos olhos.
Aponte um defeito, com jeito.
Respeite uma lágrima.
Ouça uma história ou muitas, com atenção.
Escreva uma carta e mande.
Irradie simplicidade, simpatia, e a energia de Deus.
Num toque de três dedos, observe as "coincidências".
Não espere ser solicitado, preste um favor.
Lembre-se de um caso.
Converse sério ou fiado.
Conte uma piada.
Ache graça.
Ajude a resolver um problema.
Pergunte: Por quê? Como vai?
Como tem passado?
Que tem feito de bom?
Que há de novo? E preste atenção.
Sugira um passeio, um bom livro, um bom filme.
Diga de vez em quando, desculpe, muito obrigado,
Não tem importância, que há de se fazer, dá-se um jeito.
Tente de alguma maneira ...
E não se espante se a pessoa mais feliz for você!!!

Pe. Marcelo Rossi

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

A Grandeza do Silêncio

O silêncio é doçura:
Quando não respondes às ofensas,
Quando não reclamas os teus direitos,
Quando deixas à Deus a defesa da tua honra.

O silêncio é misericórdia:
Quando te calas diante das faltas de teus irmãos,
Quando perdoas sem remoer o passado,
Quando não condenas, mas intercedes em segredo.

O silêncio é paciência:
Quando sofres sem te lamentares,
Quando não procuras consolação junto aos homens,
Quando não intervéns, esperando que a semente germine lentamente.

O silêncio é humildade:
Quando te apagas para deixar aparecer teu irmão,
Quando, na discrição, revelas dons de Deus,
Quando suportas que tuas ações sejam mal interpretadas,
Quando deixas os outros a glória da obra inacabada.

O silêncio é fé:
Quando te apagas, sabendo que é Ele ( Jesus ) quem age...
Quando renuncias às vozes do mundo para permanecer na Sua presença...
Quando te basta que só Ele te compreende.
LEIA  E REFLITA, O MUNDO SERÁ MELHOR ......
Postei quando estava fazendo em Belém o I ENCONTRO DE PROFESSORES DAS SALAS DE INFORMÁTICA.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Calma… paciência…

Em alguns momentos temos a impressão de que Deus está muito distante, como se estivesse indiferenteás nossas necessidades, sem pressa alguma em nos atender.
Surge, a partir daí, uma tensão entre a nossa pressa e a aparente demora de Deus.
O resultado é a sensação de abandono, de agonia e de impotência total.
A vida desenvolve uma contínua construção, sempre inacabada, que exige repensar valores, vivenciar novos
sentimentos, aprender novas lições, conquistar novos espaços e vislumbrar novos horizontes.
Deixemos que cada dia dê conta de si mesmo e que despeje suas águas turvas, cheias de mazelas e tensões, sempre ao pôr do sol.
Tenhamos sempre em mente que Deus está no controle de tudo inclusive do tempo.
Porque, então apressar o rio?
Siga o conselho de Jesus, o Mestre da vida:
"Não andeis ansiosos pelo amanhã; basta cada dia o seu cuidado."
Deus não tem pressa! Nós é que não sabemos viver.
Tudo tem seu tempo.







Slide da Oficina de Blog

    

Imagens Rosana Furtado

terça-feira, 14 de setembro de 2010

NÃO DESISTA DOS SEUS DESAFIOS

Oficina de Blog
Existem pedras, Não desista de andar.
Existem barreiras, Não desista de passar.
Existem os nós, É preciso desatar.
Existe o desânimo, É a pior coisa que há.
A estrada é longa, Não desista de chegar.
Existe o cansaço, É preciso caminhar.
Existe a derrota, Você nasceu para ganhar.
Existe o desamor, É fundamental amar.
Mas nunca desista de seus DESAFIOS!!!
Rosana Furtado

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

AVE MARIA

"Deus te salve, Maria, Cheia de graça. 
O Senhor  esteja contigo.
Bendita
seja tu entre todas as mulheres
e bendito é o fruto do teu ventre, Jesus. 
Santa Maria, Mãe de Deus , rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte
Amém. 
imagem internet
 

Receita da alegria - Paz na consciência

Não há receita melhor para vivermos alegres do que a paz na consciência.
Como conquistar essa alegria?
Não fazendo aos outros aquilo que não gostaríamos que fizessem para nós.
Busquemos agir com paciência, tolerância, indulgência, misericórdia para com o próximo.
Respeitemos a forma de pensar e agir dos outros, não criticando nem julgando, tampouco querendo impor nossas
idéias e conceitos.
Se não tivermos algo de bom e construtivo a dizer, melhor nos calarmos.
Quando falamos e agimos de modo impulsivo é provável que venhamos a nos arrependermos mais tarde.
Não é agradável descobrirmos que com nossas palavras e atitudes causamos tristeza, mágoa e dor em alguém.
Todo o mal que produzirmos para os outros, fatalmente se refletirá em nós, pois nossa consciência nos acusará,
tirando nosso sossego, alegria e bem estar.
Assim, evitemos todo mal, procurando agir sempre voltados para o bem, ainda que sejamos os verdadeiros ofendidos.
Confiemos sempre na Divina Providência.
Jesus vela por nós, especialmente quando trabalhamos pelo bem.
Agindo com amor só teremos motivos para alegria. 
Padre  Marcelo Rossi

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

A VIDA

O dia mais belo? Hoje
A coisa mais fácil? Equivocar-se
O obstáculo maior? O medo
O erro maior? Abandonar-se
A raiz de todos os males? O egoísmo
A distração mais bela? O trabalho
A pior derrota? O desalento
Os melhores professores? As crianças
A primeira necessidade? Comunicar-se
O que mais faz Feliz? Ser útil aos demais
O mistério maior? A morte
O pior defeito? O mau humor
A coisa mais perigosa? A mentira
O sentimento pior? O rancor
O presente mais belo? O perdão
O mais imprescindível? O lar
A estrada mais rápida? O caminho correto
A sensação mais grata? A paz interior
O resguardo mais eficaz? O sorriso
O melhor remédio? O otimismo
A maior satisfação? O dever cumprido
A força mais potente do mundo? A fé
As pessoas mais necessárias? Os pais
A coisa mais bela de todas? O amor

terça-feira, 10 de agosto de 2010

EQUILÍBRIO

Em tudo é necessário equilíbrio...
Equilíbrio entre:
Ser alegre e não extrovertido no sentido negativo...
Ser sincero e não machucar...
Ser firme nas idéias e não arrogante...
Ser humilde e não submisso...
Ser rápido e não impreciso...
Ser contente e não complacente...
Ser despreocupado e não descuidado...
Ser amoroso e não apegado...
Ser pacífico e não passivo...
Ser disciplinado e não rígido...
Ser flexível e não frouxo...
Ser comunicativo e não exagerado...
Ser obediente e não cego...
Ser doce e não melado...
Ser moldável e não tolo...
Ser introspectivo e não enclausurado...
Ser determinado e não teimoso...
Ser corajoso e não agressivo...
Em tudo é necessário equilíbrio...

domingo, 8 de agosto de 2010

Aniversário do paizão

Hoje em casa teve duas datas especiais o dia  e o aniversário do  Paizão
parabéns
vovô com os netos
Papai com sua amada
discurso

Pai, paizão !

Este homem que eu admiro tanto, com todas as suas virtudes e também com seus limites.
Este homem com olhar de menino, sempre pronto e atento, mostrando-me o caminho da vida, que está pela frente.
Este mestre contador de histórias traz em seu coração tantas memórias,
espalha no meu caminhar muitas esperanças, certezas e confiança.
Este homem alegre e brincalhão, mas também, às vezes, silencioso e pensativo,
homem de fé e grande luta, sensível e generoso.
O abraço aconchegante a me acolher, este homem, meu marido, pai, avó  com quem aprendo a viver.
Maridão, Pai, Avó,  paizinho, paizão...
meu velho, meu grande amigão, conselheiro e leal amigo:
infinito é teu coração.
Obrigada, pai, por orientar o meu caminho junto ao dele, feito de lutas e incertezas, mas também de muitas esperanças e sonhos!
Que seu dia seja muito feliz!

domingo, 1 de agosto de 2010

Jogue fora suas batatas!

O professor pediu aos alunos que levassem uma bolsa cheia de batatas para a sala de aula em determinado dia.

Em cada uma delas, ele pediu que fosse escrito o nome de pessoas de quem não gostassem, que lhes magoaram  ou fizeram sofrer em algum momento da vida.
Eles começaram a pensar e foram lembrando uma a uma...
Algumas bolsas ficaram pesadas, com muitas batatas.
Como os alunos tinham que carregar a sacola para todos os lugares, algumas batatas acabaram estragando e ficando  com mau cheiro.
Ao colocar toda a sua atenção na bolsa, os alunos deixavam de observar outras coisas que estavam a sua volta,  inclusive a aula.
Moral da história: ao se incomodar com os outros, a pessoa acaba se esquecendo de si mesma.

Pense nisso e jogue fora as batatas e essas bolsas cheias de magoas, retornando  à aula  feliz, com serenidade de trabalhar ou estudar.
 

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Crescer é ....

Cada dia um pouco mais nós mesmos...
Se doar espontaneamente sem cobrar inconscientemente...
Aprender a ser feliz de dentro para fora...
Buscar no próximo um meio de nos prolongarmos...
Sentir a vida na natureza...
Entender a morte como natural da vida...
Conseguir a calma na hora do caos...
Ter sempre uma arma para lutar e uma razão para ir em frente...
Saber a hora exata de parar e buscar um algo novo...
Não se prender no passado, mas trabalhar em cima dele para o futuro...
Reconhecer nossos erros e valorizar nossas virtudes...
Conseguir a liberdade com equilíbrio para não sermos libertinos...
Exigir dos outros, apenas o que nós damos a eles...
Realizar sempre algo edificante...
Ser responsável por nossos atos e por suas conseqüências...
Entender que temos o espaço de uma vida inteira para crescer...
Nos amarmos para que possamos amar os outros como nós mesmos...
Assumir que nunca seremos grandes, mas que o importante é estar sempre em crescimento

terça-feira, 15 de junho de 2010

Felicidade é uma caixinha

A Felicidade é uma caixinha pequena, que insistimos em guardar escondida, para um dia podermos usá-la.
Todos os dias acordamos pertinho dessa caixa, mas com nossos sonhos mais loucos vamos guardando
a caixinha nos lugares mais altos, cada vez mais longe de nossas mãos.
Algumas pessoas andam com essa caixinha nas mãos diariamente e quando encontram o primeiro obstáculo
amassam a caixinha com reclamações e choro de quem nem ao menos tentou lutar.
Outras pessoas carregam a caixinha da felicidade na bolsa, usam como arma.
Na empresa, na escola e na rua com os amigos, descarregam a caixinha mostrando seu melhor sorriso,
mas quando chegam em casa, na hora do convívio com a família, guardam a caixinha e fecham à cara, o mau-humor  é a sua marca registrada em casa.
Existem pessoas que carregam a caixinha de felicidade e nem sabem que a possuem, são os verdadeiros amigos, a pessoa amada, filhos, ou o emprego que elas não se cansam de reclamar.
Só percebem que possuíam a caixinha da felicidade quando a perdem, quando conseguem afastar todos de sua vida porque passaram o tempo todo correndo atrás do "ouro dos tolos".
E tem aqueles que buscam encher a sua caixinha com um monte de tranqueiras numa corrida desesperada para encontrar em algum bem material, a sua paz.
Essas pessoas colocam na caixinha carros de luxo, apartamentos que nunca vão utilizar por completo, casas e mais casas que nunca vão morar, bebidas caríssimas, roupas que valem 500 cestas básicas, anéis e colares que nem cabem na caixinha.
Acabam indo para o "caixão" sem poder levar nada de bom, nada de eterno...
E você? Onde você guarda a sua caixinha da felicidade?
Ela anda sempre com você, ou você a coloca sempre nos lugares mais distantes?
A Felicidade amados, está dentro da nossa alma, portando aprenda que a felicidade é uma caixinha de educação.
Escute mais, fale menos e tenha certeza que esta felicidade é real e ela está ao seu alcance, porque estamos
no colo da felicidade que é JESUS.
Por isso eu espalho para todo mundo e quanto mais eu espalho, mais eu recebo.
Mensagem Padre Marcelo Rossi








quarta-feira, 9 de junho de 2010

O Vencedor e o perdedor

Um vencedor é sempre parte da resposta, enquanto um perdedor é sempre parte do problema.
Um vencedor possui sempre uma solução, enquanto um perdedor possui sempre uma desculpa.
Um vencedor diz "Deixe-me ajudá-lo", enquanto um perdedor diz "Não é minha Obrigação".
Um vencedor vislumbra uma resposta para cada problema, enquanto um perdedor vê todos os problemas sem Resposta.
Um vencedor diz "Pode ser difícil, mas não impossível", enquanto um perdedor diz "pode ser possível, mas é difícil".
Um vencedor entende que sem Deus não poderá encontrar-se com o melhor para a sua Vida, enquanto um perdedor crê que pode viver sempre baseado em seus Recursos próprios e seu orgulho pessoal.
HEI!! NÓS ESTAMOS NO COLO DE JESUS E QUEM ALCANÇA ESTE LUGAR É UM VENCEDOR,POIS É UM EVANGELIZADOR QUE TRANSFORMARÁ OS PERDEDORES EM VENCEDORES.
Pe. Marcelo Rossi

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Senhor Jesus:

Ajuda-nos abraçar nossa cruz;

Ajuda-nos servi-lo sempre com muito amor e ouvindo seus pedidos;
Ajuda-nos aceitar sempre e somente Tua vontade;
Ajuda-nos sermos luz nas trevas;
Ajuda-nos sermos fiéis em tudo e a cada momento;
Ajuda-nos sermos humildes e mansos de coração;
Ajuda-nos sermos testemunhas vivas da Tua Palavra;
Nos ensine amar, perdoar, escutar e servir;
Nos ensine seguir Teus passos santamente;
Nos ensine confiar sempre no Teu colo de Pai;
Nos ensine JESUS a nos aproximarmos mais e mais de Ti...
Se for necessário modificações em nossa vida, para isso, realize-as.
Sem a sua misericórdia nada somos e nada podemos!

Amém

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Paciência na Espera

Uma jovem sonhou que havia morrido e ido para o céu.
Enquanto um anjo lhe mostrava um aposento da cidade gloriosa, ela viu uma pilha de caixas junto a um canto.
Verificando que seu nome estava escrito em todas elas, perguntou ao anjo o que aquilo significava.
"Bem," disse ela, "eu lembro de ter orado pedindo estas coisas lá na terra."
O anjo respondeu:
"Sim, quando quaisquer dos filhos de Deus faz pedidos a Ele, todos os preparativos são iniciados para
que sejam atendidos.
Mas, os anjos são orientados para retornar com tudo caso o solicitante não esteja esperando pela resposta.
Quantas vezes temos recorrido a Deus suplicando por Sua intervenção em situações que nos afligem?
Com que freqüência temos clamado ao Senhor por nossas necessidades mais urgentes?
E temos sabido esperar a resposta?
Temos tido paciência para que tudo aconteça no tempo de Deus?
Muitas vezes pedimos algo a Deus, tornamos a pedir no dia seguinte, insistimos em um dia mais e, se a resposta não veio na velocidade que desejávamos, paramos de orar e até esquecemos daquela necessidade.
Deixamos de perseverar na fé e perdemos a bênção que Deus tinha preparado para nós simplesmente porque agimos como se não a quiséssemos mais.
O segredo de uma vida abençoada diante de Deus consiste em confiar sempre que Ele o fará.
Pode demorar um dia, um ano, dez anos... mas continuaremos crendo que no tempo certo e da forma correta
"Ele nos atenderá."
Se você tem colocado no altar de Deus a conversão de uma pessoa querida, se está aguardando a realização de um grande sonho, se está orando há muito tempo por algo que tornará sua vida bem melhor, não desanime... confie... espere e sua bênção chegará e não tardará, pois estamos no colo de JESUS!
Pe. Marcelo Rossi

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Mensagem Dia

OLHE PARA TRÁS!


Veja os obstáculos que você já superou.
Veja quanto você já aprendeu nesta vida e o quanto você já cresceu.

OLHE PARA FRENTE !
Não fique parado, levante-se quando tropeçar e cair.
Estabeleça metas, tenha planos e prossiga com firmeza.

OLHE PARA DENTRO!
Conheça seu coração e analise seus projetos; mantenha puro seus sentimentos.
Não deixe que o orgulho, a vaidade, e a inveja dominem seus pensamentos e seu coração.

OLHE PARA O LADO!
Socorra quem precisa de você.
Ame o próximo e seja sensível para perceber as necessidades daqueles que o cercam
OLHE PARA BAIXO!
Não pise em ninguém... Perceba as pequenas coisas e aprenda a valorizá-las.

OLHE PARA CIMA!
Existe Deus, que te ama muito e tem todas as coisas sob seu controle.

OLHE PARA VOCÊ!
Perceba a profundidade, a riqueza e o poder da misericórdia divina.
Sinta esse amor que existe em você, e que em todos os dias da sua vida se manifesta na forma do Amor,
Paz, Felicidade, Bondade, Justiça, Generosidade, Poder, Sabedoria, Perfeição e Saúde em abundância Infinita.
Evangelize!!!!!!

sexta-feira, 21 de maio de 2010

A Cor dos olhos

O ancião descansava sentado em velho banco à sombra de uma árvore, quando foi abordado pelo motorista

de um automóvel que estacionou a seu lado:
- Bom dia!
- Bom dia! Respondeu o ancião.
- O senhor mora aqui?
- Sim, há muitos anos...
- Venho de mudança com a minha família e gostaria de saber como é o povo daqui.
Como o senhor vive aqui há tanto tempo deve conhecê-lo muito bem.
- É verdade, falou o ancião.
Mas por favor, me fale antes da cidade de onde vem.
- Ah! É ótima. Maravilhosa!
Gente boa, fraterna... Eu e minha família fizemos lá muitos amigos.
Só a deixei por imperativos da profissão.
- Pois bem, meu filho. Esta cidade é exatamente igual.
Vai gostar daqui.
O forasteiro agradeceu e partiu.
Minutos depois apareceu outro motorista e também se dirigiu ao ancião:
- Estou chegando para morar com minha família aqui.
O que me diz do lugar?
O ancião lançou-lhe a mesma pergunta:
- Como é a cidade de onde vem?
- Horrível! Povo orgulhoso, cheio de preconceitos, arrogante!
Não fiz um único amigo naquele lugar horroroso!
- Sinto muito, meu filho, pois aqui você encontrará o mesmo ambiente...
Amados todos vemos no mundo e nas pessoas e na família algo do que somos, do que pensamos, de nossa maneira de ser.
Se somos nervosos, agressivos ou pessimistas, veremos tudo pela ótica de nossas tendências, imaginando conviver com gente assim.
Em outras palavras, o mundo, a cidade, a família tem a cor que lhe damos através das nossas lentes.
Se nossas lentes estão escurecidas pelo pessimismo, tudo à nossa volta nos parecerá escuro.
Tudo, para nós, parecerá constantemente envolto em trevas.
Se nossas lentes estão turvadas pelo desânimo, o universo que nos rodeia se apresenta desesperador.
Mas, se ao contrário, nossas lentes estão clarificadas pelo otimismo, sentiremos que em todas as situações
há aspectos positivos.
Se o entusiasmo é o detergente das nossas lentes, perceberemos a vida em variados matizes de luzes e cores.
A cor do mundo, da cidade e da família, portanto, depende da nossa ótica
O exterior estará sempre refletindo o que levamos no interior.
Amados, que nossa família evangelize na ótica de Deus e não do mundo.
Vamos Evangelizar!!!!!!!!

segunda-feira, 10 de maio de 2010

DICAS DA SEMANA

Se o arroz queimar, coloque imediatamente a panela ainda quente  e com vapor dentro de um recipiente com água fria. Após alguns minutos  o cheiro de queimado desaparece. Tire o arroz da panela sem raspar o fundo que queimou.
Agora se você esqueceu de colocar sal no arroz e ele já estiver  cozido,  misture a quantidade de sal para aquela porção em um copo de água e jogue por cima do arroz. Leve a panela de volta ao fogo até secar.

MEDO

Vale a pena a tentativa e não o receio...

Vale a pena confiar e nunca ter medo...
Vale a pena encarar e não fugir da realidade, por mais difícil que ela seja...
Ainda que eu fracasse,
vale a pena lutar...
Vale a pena discordar do melhor amigo e não apoiá-lo em suas atitudes erradas...
Vale a pena corrigi-lo...
Vale a pena encarar-me no espelho e ver se estou certo ou errado...
Vale a pena procurar ser o melhor...
Vale a pena perseverar, porque desta forma sua meta é alcançada.
Vale a pena ter fé em Deus, porque Ele é nosso Deus e jamais nos abandona!!!
Enfim,
vale à pena viver a vida, com Jesus e da melhor maneira possível.
Evangelizando!!!!!!!!!!!!
Mensagem do dia  padre Marcelo Rossi

quarta-feira, 5 de maio de 2010

PROJETO MINHA TERRA 2009

Slyde do Projeto apresentado no site do Educarede -Minha Terra 2009.

PROJETO



No ano  de 2009 realizei mais  um projeto no Site do Educarede com os alunos do 1º ano, turno da tarde, desta vez fui com o tema Cidade e Qualidade de Vida, Pauta: Matas, Rios e o Ar que preservam a Vida, sub tema:    O  CASO DO RIO CEREJA. Oa alunos pesquisaram,  fotografaram e  postaram no site e também apresentaram na Feira Pedagógica da Escola.

Leia na íntegra o projeto, acessando o link

http://www.educarede.org.br/educa/index.cfm?pg=galeria_de_arte.detalhe_visual&id_comunidade=171&id_galeria=987&id_arte=661

MENSAGEM

MENSAGENS DIÁRIAS DO PADRE MARCELO ROSSI 
Márcia tinha uma chefe chamada Elza.


Ela era exigente, mal humorada e muito fechada.

Quando Márcia chegava pela manhã e falava "bom dia", a chefe respondia:

- Por que não chegou mais cedo?

Era uma mulher má. Implicava com tudo.

Até que um dia Márcia se cansou e decidiu se demitir e pensou:

“Vou sair, mas antes vou dizer tudo o que tenho vontade”

Exatamente naquele dia ela estava almoçando quando encontrou Sra.Cleide que disse:

- Bom dia Márcia queria convidar você para um treinamento hoje, você aceita?

Naquele mesmo instante Márcia respondeu:

- Não posso tenho o expediente a cumprir.

- Por que não? Perguntou Cleide e completou:

Isso faz parte da empresa e pior do que está à situação não ficará!

Então Márcia resolveu ir.

Chegando ao treinamento ouviu referências a respeito do perdão. Sra. Cleide dizia:

O perdão é bom para você!

Se você perdoar alguém que o ofendeu ele continua do mesmo jeito, mas você se sentirá bem.

Se você perdoar o mentiroso, ele continuará mentiroso, mas você não se sentirá mal por causa das mentiras dele.

No fim do treinamento, Márcia concluiu que a sua chefe estava muito doente e precisava de sua ajuda.

No dia seguinte, tomou uma decisão e pensou:

“Não vou deixar que nada atormente meus caminhos.

E não vou abandonar o trabalho que eu gosto.

“E foi as suas atividades...

Chegou e cumprimentou todos com um "olá.”

Elza foi lhe perguntando:

- Márcia o que aconteceu que está diferente?

Márcia respondeu:

Então Elza, participei de um treinamento, e agora me sinto muito bem comigo mesma, posso te fazer um convite?

- Depende, respondeu Elza

Então Márcia disse:

- Queria convidar você para tomar chá, no final da tarde.

Naquele mesmo instante Elza espantada disse:

- Chá??? Comigoo??? Você está me convidando para um chá?

- Sim estou, respondeu Márcia!

- Pois bem, irei Márcia! disse Elza.

E foram. Durante o chá, a chefe falou da sua surpresa em ter sido convidada para aquele momento.

Ela sabia que era intratável.

Também falou da sua emoção.

Nunca ninguém a convidara para um lanche, um café.

Acabou falando de sua vida pessoal, de suas dores.

O marido lhe batia, o filho vivia no mundo das drogas.

Por isso ela odiava as pessoas. Era infeliz e agredia.

Semanas depois, era a própria chefe que comparecia ao novo treinamento Sra. Cleide e sentiu sua vida cada dia mais transformada!

Amados... Aquele que agride é o que mais precisa de suas palavras.Peça a Deus que nesta semana você seja uma sementinha para todos que você convive e sabe que precisam de Jesus...



Evangelizeeeeee e verás maravilhas...

sábado, 13 de março de 2010

Sexo X gênero

Entre todas as diferenças que estão presentes nos alunos, algumas adquirem maior visibilidade e outras menos. Estamos acostumados a considerar as diferenças de classe social, etnia, aparência física, e muitas vezes não relevamos uma das diferenças marcantes para o ser humano: o ser homem ou ser mulher. Hoje em dia, diz-se "diferença de gênero" e não "diferença de sexo" como algum tempo atrás. Por que essa mudança na denominação dessas diferenças?
:: Surgimento do conceito de gênero

Betty Friedan, uma precursora

Conceito de gênero
O termo gênero começou a ser utilizado por teóricas(os) e estudiosas(os) de mulheres e do feminismo, no final da década de 70. Naquele momento, o movimento feminista ressurgia com força em todo o mundo, provavelmente por influência da onda revolucionária que percorrera a Europa, a China, a América Latina e EUA, no final da década de 60, com os grandes movimentos estudantis e a contestação dos papéis e comportamentos sexuais. Betty Friedan, uma das primeiras lideranças internacionais do movimento, defende o papel do trabalho criador para que a mulher, assim como o homem, possa encontrar-se e reconhecer-se como ser humano. A antropóloga americana Margareth Mead destaca o peso da cultura na determinação dos papéis sexuais e das condutas e comportamentos de homens e mulheres.
Termine de ler este artigo no link..http://www.educarede.org.br/educa/index.cfm?pg=oassuntoe.interna&id_tema=8&id_subtema=7#maquina1